contato@fetalcare.com.br
(65) 3644-5948 | (65) 99992-0561

O perfil biofísico fetal, ou PBF, é um exame que avalia o bem-estar do feto a partir do terceiro trimestre da gestação, e que é capaz de avaliar os parâmetros e atividades do bebê, desde movimentos do corpo, movimentos de respiração, crescimento adequado, volume do líquido amniótico e batimentos cardíacos.

Este parâmetros avaliados são importantes, pois refletem o funcionamento do sistema nervoso do bebê e o seu estado de oxigenação, de forma que, caso identificado algum problema, seja possível realizar o tratamento o mais rápido possível, com o bebê ainda dentro do útero.

Quando é necessário
O exame de perfil biofísico fetal é especialmente indicado em casos de gravidez que tenha um risco de complicação aumentado, o que pode acontecer em situações como:
- Bebê com crescimento inferior do esperado para a idade da gestação;
Presença de pouco líquido amniótico;
Gestante com o desenvolvimento de doenças da gravidez como diabetes gestacional, pressão alta ou pré-eclâmpsia;
Gravidez múltipla, com 2 ou mais fetos;
Gestante com doenças cardíacas, pulmonares, renais ou hematológicas;
Gestante com idade muito acima ou muito abaixo do considerado seguro.

Além disso, alguns médicos podem pedir o perfil biofísico fetal apenas para ajudar a garantir um gravidez bem sucedida, mesmo quando a gestante tenha qualquer risco gestacional, apesar de não haver comprovações do benefício desta prática.

Como é feito
O exame de perfil biofísico fetal é feito em clínicas obstétricas, geralmente, com a realização de uma ultrassonografia, para observar o bebê, e com o uso de sensores que detectam os batimentos cardíacos e o fluxo de sangue.

Para a realização do exame, é indicado que a gestante utilize roupas leves e confortáveis, esteja bem alimentada para evitar a hipoglicemia e permaneça sentada ou deitada em uma posição confortável.

Para que serve
Com a realização do perfil biofísico fetal, o obstetra pode identificar os seguintes parâmetros:
- Tônus fetal, como posição da cabeça e do tronco, flexão adequada, abertura e fechamento das mãos, movimentos de sução, fechamento e abertura das pálpebras, por exemplo;
Movimento do corpo do feto, como rotação, estiramento, movimentos do tórax;
Movimentos respiratórios do feto, que demonstram se o desenvolvimento respiratório é adequado, o que está relacionado com a vitalidade do bebê;
Volume do líquido amniótico, que pode estar diminuído (oligodrâmnio) ou aumentado (polidrâmnio);
Além disso, também é feita a medida dos batimentos cardíacos do feto, medida através da associação com o exame de cardiotocografia fetal.

Visitantes Online

Temos 4 visitantes e Nenhum membro online